Qualquer pessoa ativa na web já deve ter ouvido falar em BuzzFeed (site de conteúdo) e Spotify (streaming de música). Embora essas duas plataformas atuem em segmentos muito diferentes, elas têm algumas lições valiosas que podem ser aplicadas em parcerias de negócios, gerando ideias para estratégias de marketing e novos produtos.

O mais interessante disso tudo é que ambas as companhias têm usado essa abordagem para fortalecer suas marcas e ao mesmo tempo gerar novas oportunidades para seus parceiros. E as vantagens nesse caso não terminam aí: elas podem ser exploradas tanto no marketing offline quanto no marketing de conteúdo.

Quer saber mais sobre o assunto? Então conheça as marcas e confira cinco inspirações de parcerias que Buzzfeed e Spotify têm a oferecer.

Conhecendo o BuzzFeed

O BuzzFeed nasceu em 2006 no Estados Unidos como um site de entretenimento e informação. A plataforma ficou conhecida no mundo inteiro, em especial no Brasil, por seus conteúdos em listas e testes sobre os mais variados temas. Como o próprio nome do site indica, uma de suas principais estratégias é gerar "buzz" ou virais, tendo inclusive times voltados somente para esse tipo de abordagem.

Outra curiosidade sobre o BuzzFeed é que ele tem outras marcas e divisões de negócios. Aqui é possível citar o Tasty — no Brasil, Tasty Demais —, especializado em receitas gastronômicas, e o BuzzFeed Commerce, a divisão interna com foco em varejo. Os dois setores estão sendo muito explorados pelo grupo de comunicação em parcerias para gerar negócios e visibilidade.

Conhecendo o Spotify

O Spotify é um serviço sueco de streaming de música e podcast lançado em 2008. A plataforma hoje domina o segmento, oferecendo grande variedade de artistas e bandas de todos os estilos musicais. Um dos diferenciais do Spotify é ser fortemente baseado em experiência do usuário. Por meio de um algoritmo, o serviço identifica preferências de cada pessoa para constantemente fazer sugestões e criar playlists personalizadas.

Esses fatores tornaram o Spotify bastante popular, afinal de contas ele oferece exatamente o que o público jovem e conectado busca em qualquer serviço: experiência e facilidade. Mas a empresa também explora parcerias de modo estratégico para alavancar sua receita e ao mesmo tempo promover serviços e produtos de outras companhias.

1. Novos produtos com a marca Tasty

Em parceria com o Walmart, o BuzzFeed aplicou a marca Tasty para lançar uma linha de utensílios domésticos nos Estados Unidos. Assim, o potencial de um supermercado de renome foi usado para fortalecer a marca de receitas gastronômicas e, ao mesmo tempo, gerar receita com um novo produto para ambas as empresas.

Isso pode ser adaptado por negócios de qualquer segmento, desde que bem avaliado o benefício que sua empresa tem a oferecer para o parceiro e vice-versa. Dessa forma, buscar colaborações que trabalhem com segmentos próximos pode ser um bom começo.

2. Conteúdo patrocinado no BuzzFeed

Como dito, o BuzzFeed é muito conhecido por criar conteúdo em listas e testes. O site tem usado o potencial desse material para colaborar com várias marcas, em um tipo de estratégia que é excelente por quatro razões:

  1. É fácil de ler;
  2. Desperta interesse, especialmente por gerar identificação pessoal;
  3. Incita o compartilhamento de informações e resultados;
  4. Gera tráfego para o site e receita de anúncio.

produção de conteúdo com esse foco pode ser facilmente publicada em seu site, desde que você conheça bem o comportamento e os interesses de sua persona. Por isso, você deve trabalhar com marcas que despertarão a atenção de sua audiência naturalmente, sem parecer que a colaboração é apenas para obter dinheiro.

3. Tendências de audiência: BuzzFeed Commerce

O BuzzFeed Commerce ajuda outras empresas a criar novos produtos ou serviços com base em tendências de comportamento. Para o time do BuzzFeed, isso não deve ser difícil, já que insights de sua própria audiência ajudam a reconhecer oportunidades. Em parceria com a Scotts Miracle-Gro, que vende produtos para jardinagem, a divisão criou um serviço de assinatura nos Estados Unidos chamado Lunarly.

Os clientes recebem mensalmente um kit de produtos com foco em bem-estar e autocuidado. Essa foi uma forma de fazer com que as pessoas fujam de uma rotina acelerada, reservando um tempo para si mesmas sem sair de casa, tornando-se um exemplo perfeito de como aproveitar demandas e nichos atuais para criar produtos ou serviços com parceiros e que possam suprir as necessidades dos clientes.

4. Hábitos de consumo: Spotify e Starbucks

Como mencionado, o Spotify usa um algoritmo para reconhecer interesses de seus usuários — e ele aproveita justamente esse recurso em suas parcerias. Exemplo disso é a colaboração com a Starbucks em uma campanha de anúncios altamente segmentados. No caso, a rede de cafeterias exibia propagandas de certos tipos de café de acordo com preferências de usuários na plataforma. Assim, se um deles estivesse escutando uma música mais "dark", automaticamente era oferecida uma amostra de café com essa característica, que era enviada para a casa do cliente com um guia de consumo.

A proposta foi muito bem-sucedida, tanto que a campanha ganhou um prêmio da Associação Nacional de Anunciantes dos Estados Unidos e elevou em 10% o número de vendas na Starbucks. Essa é também uma forma de como buscar parceiros de mercados muito diferentes para criar boas campanhas publicitárias digitais.

5. Segmentos relacionados: operadoras e streaming

O Spotify também aproveita o potencial que o mercado de telefonia tem a oferecer para promover seu aplicativo e pacotes de operadoras e aumentar a base de clientes própria e de parceiros. Umas das alternativas nesse sentido é a colaboração com operadoras para criar planos que beneficiem as duas partes.

Em 2018, por exemplo, o Spotify uniu-se à Vivo para oferecer um pacote em que os clientes pudessem usar o serviço de streaming sem gastar o plano de dados. Pelo visto, a estratégia deu certo, tanto que a operadora continua ofertando planos a seus consumidores com base no app. Aqui fica evidente, mais uma vez, que segmentos relacionados podem gerar oportunidades valiosas.

Com esses cases do BuzzFeed e do Spotify, fica evidente o quanto é possível usar parcerias para promover marcas e gerar receita. E, apesar de ser uma estratégia de marketing muitas vezes esquecida, ela realmente pode proporcionar resultados muito interessantes. Por fim, vale lembrar que essas colaborações podem ser estendidas para redes sociais e link building; logo, você pode produzir conteúdo gerando links adquiridos de outros sites e vice-versa, um recurso relativamente simples e essencial se a ideia é se tornar autoridade em seu mercado de atuação. 

O que achou das colaborações criadas por BuzzFeed e Spotify? Você tem ideias de parcerias de marketing para compartilhar? Conte para nós.