Desenvolver conteúdos de qualidade não é tarefa fácil. Não importa se o responsável pela produção é um profissional autônomo ou mesmo uma equipe grande. Se a produção não seguir um processo bem definido, é bem provável que ela deixe de ser executada pouco tempo depois de seu início.

Não basta ter criatividade. Além de informações relevantes e escrita clara, é necessário seguir certas regras de edição para que o texto se torne atrativo para os mecanismos de busca. Afinal, grande parte do conteúdo consumido hoje vem de sites, blogs e portais.

Muitas empresas já produzem conteúdo para seu público-alvo. Mesmo assim, a maioria deixa a desejar nos prazos de entrega e publicação, pecando na construção de um público fiel aos seus conteúdos. Disciplina e atenção são elementos-chave na hora de elaborar textos e outros materiais informativos.

Os produtores de conteúdo precisam manter a periodicidade de suas publicações, se desejam manter seu público bem informado e interessado em mais conteúdo. Caso comecem a deixar de produzir e postar nas datas programadas, seu público não vê escolha senão procurar outra fonte de informação. 

Um sistema de produção de conteúdo não é uma ferramenta, mas sim um processo organizado, com etapas, que vai do planejamento à publicação.

Planejamento

O planejamento é tão importante para produção de conteúdo quanto o próprio conteúdo. Começar um projeto de produção de conteúdo sem nenhum plano ou objetivo pode até funcionar em curto prazo, nas primeiras publicações, mas certamente não perdurará o suficiente para alavancar a visitação orgânica do site ou influenciar a tomada de decisão de clientes potenciais.

É através do planejamento que o sistema de produção de conteúdo ganha vida. Defina um objetivo, escolha as palavras-chave de interesse, elabore um cronograma e defina as personas.

Objetivo

Qual é o objetivo da produção de conteúdo? Essa é a pergunta principal a ser feita. Há vários motivos para empresas e profissionais produzirem conteúdo próprio: aumentar o número de visitantes do site; gerar cadastros para o envio de newsletters; vender produtos ou serviços; aumentar a percepção da marca; gerar notoriedade. Cada qual sugere uma abordagem diferente.

Ao definirmos um objetivo, criamos uma direção para toda a produção de conteúdo. Se o foco é atrair mais visitantes, todo o conteúdo deve ser pensado com base em palavras-chave, links e outros elementos de SEO (Search Engine Optimization).

Quando o desejo é aumentar a lista de e-mails para envio de newsletters, convém criar conteúdos que despertem a curiosidade do leitor de modo que ele opte por disponibilizar o e-mail para receber mais informações.

Não há problema em definir mais de um objetivo

Palavras-chave

Pesquise e selecione as principais palavras-chave relativas ao site ou negócio. É interessante observar aquelas que tenham um bom volume de pesquisas nos buscadores. Inicialmente, evite palavras-chave muito concorridas ou abrangentes. Concentre-se nas que se relacionam profundamente com o negócio.

Uma ferramenta muito boa para identificar termos relevantes, bem como analisar seu volume de pesquisas, é o planejador de palavras-chave do Google.

Cronograma

A definição de prazos ajuda a manter o processo produtivo a todo vapor. É importante traçar prazos para a produção e a revisão do conteúdo.

Uma planilha simples é suficiente para controlar os prazos de produção. Defina datas aceitáveis, mas não tão distantes.

Personas

Um conteúdo é considerado relevante quando atrai e informa o público de interesse. Por isso, faz parte do planejamento a definição do público-alvo, bem como a criação de personas.

Persona é a idealização do cliente ou público-alvo na forma de uma personagem, que funciona como referência para a produção de conteúdo. Não há regras para definir uma persona; basta descrever o máximo de detalhes que conseguir.

Veja um exemplo de persona: João é designer gráfico, tem 26 anos, gosta de andar de bicicleta nos fins de semana. Preocupa-se muito com sua alimentação, por isso está sempre buscando receitas saudáveis.

Produção

Produzir textos e outros materiais ricos requer bastante pesquisa e sintetização e pode ser responsabilidade de uma pessoa ou de uma equipe. É importante ressaltar que temas complexos devem ser contextualizados e expostos de forma clara.

Para facilitar o processo produtivo, pode-se utilizar ferramentas de gestão de projetos ou criar planilhas de acompanhamento, conforme a preferência. Dessa forma, a equipe fica a par do andamento do conteúdo.

Vale a pena desenvolver o texto já considerando os aspectos importantes de SEO, como utilizar palavras-chave em títulos e no corpo do texto, inserir arquivos de imagens nomeados adequadamente, bem como as alt tags; criar as meta descriptions e meta keywords.

Todo esse cuidado garante que o texto, uma vez publicado, facilite a leitura dos motores de busca, se tornando encontrável pelo público.

Revisão

O passo final antes da publicação é a revisão de todo o conteúdo escrito. É preciso verificar se o texto está compreensível, claro e livre de erros linguísticos. É através da revisão que muitos detalhes são identificados e corrigidos.

Porém, a revisão não se limita apenas a textos recém-escritos. É válido realizar revisões periódicas em publicações mais antigas, buscando incrementar, melhorar o SEO ou contribuir com mais informações.

Mantenha a máquina trabalhando

O começo é sempre difícil. Encontrar pautas, desenvolver os primeiros textos, criar os primeiros gráficos, definir imagens, links etc. — tudo isso faz parte do processo.

Porém, uma vez que o sistema esteja em funcionamento, torna-se cada vez mais fácil produzir conteúdo. Cada texto produzido pode servir de apoio a novos, gerando mais links internos e contribuindo para que os leitores permaneçam no site por mais tempo.

Existe um ditado popular que diz “o hábito faz o monge”; isso é tão verdade para a produção de conteúdo quanto para qualquer outra atividade. A busca pela melhoria contínua separa o conteúdo bom do ruim. Por isso, produza, revise e melhore. O máximo que conseguir.