Você já parou para pensar em quantos sites o Brasil tem? E quantos blogs estão no ar? Não tenha medo de pensar alto. Bem alto, diríamos!

Segundo dados divulgados no final de 2017 pela empresa BigDataCorp, dos 10 milhões de sites ativos, mais da metade são blogs: 5,5 milhões. Ou seja, 55%. 

Tantos endereços disputam a atenção de 116 milhões de brasileiros com acesso à internet. As principais atividades dos conectados são: trocar mensagens por aplicativos de bate-papo, assistir a vídeos e conversar por chamadas de voz ou vídeo. É o que aponta uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

Isso confirma o primeiro levantamento, que revela uma audiência que ainda engatinha. Menos de 1% dos blogs nacionais supera 500 mil acessos mensais. A maioria (96,5%) registra até 10 mil visitas todos os meses.

Parece ruim, mas não é, se olharmos “o copo meio cheio”. Afinal, há muito espaço para crescer e engajar usuários. Uma boa maneira de fazer isso é buscando inspiração em quem está em destaque no mundo todo. O benchmark pode ser em termos de redes sociais, métricas para geração de tráfego, produção de conteúdo relevante e uso de plataformas.

Os fatores-chave para chegar a uma posição de destaque envolvem conteúdo, experiência de navegação e estratégia, de acordo com uma análise feita internacionalmente pelo Content Marketing Institute

1. Vídeos sempre

Huffington Post, um dos sites de notícias mais populares dos Estados Unidos, em 2006 investiu em uma equipe de profissionais que dominaram a estratégia de produção de vídeos para a internet. Seis anos mais tarde, foi dada a largada em uma iniciativa em transmissões ao vivo que hoje supera a marca de 12 horas diárias de live.

Resultados não faltam. Os usuários passam cerca de 18 minutos conectados ao site e deixam seus comentários nos vídeos. Além disso, só o Huff Po Ao Vivo ultrapassou 2 bilhões de visualizações desde 2012.

2. Histórias com apelo

Business Insider, especialista em notícias sobre negócios e análises, se diferencia da concorrência pela maneira como conta suas histórias, com textos escritos para criar proximidade com o usuário. A fuga de uma linguagem técnica e extremamente rígida acaba servindo como isca para quem está navegando pela internet.

3. Títulos matadores

Um ponto indiscutivelmente forte do BuzzFeed é a construção de títulos capazes de atrair rapidamente a atenção no meio de um feed de rede social. As chamadas despertam curiosidade e, consequentemente, levam ao clique. Isso se dá na base de testes. Neil Patel, guru do marketing digital, conta que uma tecnologia que combina dados com machine learning é usada para testar títulos e imagens nas primeiras 2 horas de vida da publicação.

4. Produção regular de conteúdo

Destacado pela cobertura do universo de celebridades, o TMZ dá show na regularidade dos seus conteúdos. Tanto materiais evergreen quanto grandes coberturas em tempo real em suas subáreas de atuação levam ao aumento no tráfego. Deve ser considerado que o público passa a enxergar o site como uma fonte capaz de fornecer informações com regularidade, sem “deixar na mão”.

Algumas palavras de cautela: seja criterioso em suas tentativas de seguir as últimas tendências. Existem inúmeros exemplos em mídias sociais de empresas que tentaram alavancar um evento atual para promover sua marca sem considerar a ótica de seus posts.

5. SEO é indispensável

Otimizar seu conteúdo e sua página para ter mais relevância nos mecanismos de busca é uma técnica inquestionável de ser aplicada. O primeiro passo é determinar as palavras-chave mais relevantes para seu público encontrá-lo, considerando volume de busca e a jornada do usuário, e aplicá-las aos conteúdos. Outro passo é trabalhar SEO nas páginas dos blogs através de meta title tag e meta description tag.

6. Transforme um conteúdo em vários

O esforço dedicado à produção de conteúdo não precisa ficar restrito a um único material. Pelo contrário: tem total condição de ser desdobrado em muito mais peças. Um artigo de blog pode virar tema de vídeo, podcasts, infográfico e posts de mídias sociais, por exemplo.

Os formatos são consumidos por usuários com jornadas distintas, mas que buscam as mesmas respostas para solucionar seus problemas.

7. Autenticidade

Note como os blogueiros profissionais são hábeis em demonstrar autenticidade. Eles fazem isso com postagens que convidam o usuário a participar de suas vidas diariamente. O tom da conversa influencia as conexões mais profundas com o público, refletidas em alto nível de engajamento.

8. Comentários como fonte de inspiração

Quem dedica uns minutinhos para ler comentários na internet sabe que muitos insights podem ser extraídos para conteúdo direcionado, estratégia de negócio ou experiência do usuário. Além disso, é uma maneira de estreitar relacionamento com os usuários por meio de respostas, o que torna a marca mais autêntica em meio à concorrência.

9. Nicho do nicho

Nos principais mercados mundiais, nota-se uma saturação de nichos. Moda, beleza e viagem são alguns deles. Ou seja, existe uma grande disputa pela atenção de uma audiência fiel, que gere audiência recorrente e leve a uma ação de compra.

Buscar uma especificidade dentro do nicho dá uma chance maior de obter sucesso no mercado. Pense em como você pode explorar um assunto de um grande mercado usando uma perspectiva só sua, única!

10. Construção de marca

Uma marca autêntica e com autoridade em seu território pode ser construída a partir de conteúdo. Para chegar a esse patamar, é preciso colocar o usuário no centro da estratégia, por meio de:

  • Criação de personas
  • Relevância e consistência do conteúdo
  • Adequação da linguagem
  • Design simples

Assim, com mais influência a conversão na compra de produtos e serviços tende a ser maior.

11. Navegação mobile

Todo mundo já deve ter abandonado um site, principalmente na versão mobile, em virtude da falta de condições adequadas de navegação. Essa é uma barreira para reter audiência, pois, quando um ambiente intuitivo não é criado na página, a ação de encontrar um conteúdo pode levar segundos (o que pode ser demorado demais na internet).

Referência no assunto, o site norte-americano TMZ pensa na experiência mobile de modo a levar em consideração que as ações são feitas por toques e rolagens. Ainda, o portal deu máxima legibilidade para grandes blocos de texto e reduziu drasticamente a quantidade de cliques para chegar a um determinado conteúdo.

E aí, o que achou das dicas? Aqui está dado o pontapé inicial para seu blog alcançar um próximo nível a partir de uma conversa consistente e engajadora com seu público, sem precisar reclamar tanto do alcance do seu conteúdo em meio ao universo gigante de sites publicados no Brasil.